Quando se fala em empreendedorismo no Brasil, a alta carga tributária é o primeiro ponto que vem à cabeça de todos que estão começando. Isso é um fato e é essencial conhecer a fundo para não entrar em uma furada.

Abrir uma empresa e geri-la não é uma tarefa simples, mas com experiência e dedicação é possível atingir grandes feitos. Dessa maneira, criamos um conteúdo objetivo para você que quer diminuir os seus encargos tributários com alguns tópicos essenciais que precisam ser compreendidos o quanto antes.

Confira!

Comece com planejamento fiscal

Em qualquer modelo de gestão o planejamento fiscal é essencial para se atingir o sucesso. Isto é, conhecer os regimes do sistema tributário nacional e compreender qual melhor descreve a empresa.

SIMPLES Nacional foi um grande facilitador para o empreendedor, principalmente para microempreendedores individuais (MEI) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). Já o Lucro Presumido e Lucro real são para as empresas mais consolidadas.

Cada empresa possui as suas necessidades, o seu valor no mercado e o seu modelo de negócio, de modo que é essencial contar com uma assessoria especializada para definir a melhor tributação.

Terceirize funções alheias ao negócio

A terceirização pode ser a chave não apenas para reduzir encargos tributários, mas também custos no geral. Uma pizzaria, por exemplo, deve sempre estar limpa e em ordem, mas a limpeza não é o serviço comercializado no estabelecimento, portanto é um setor passível a terceirização. Mas e o que isso tem a ver?

Tudo!

Se esse setor não é prioritário no negócio e pode ser desempenhado por outros colaboradores dentro do seu expediente, não é necessário contratar ainda mais mão de obra, o que consequentemente aumentaria os custos previdenciários e contribuições.

Conheça os benefícios fiscais

Benefícios fiscais são isenções ou reduções em alíquotas de impostos específicos, sendo o Imposto de Renda o mais comum. Tais vantagens são legalmente obtidas quando o empresário se compromete a cumprir alguns critérios, sendo os mais comuns:

Tais benefícios podem fazer uma grande diferença no fechamento de caixa da empresa. No entanto, é preciso saber que normalmente envolvem algum investimento, de modo que cada caso é um caso.

Investigue a sua empresa a fundo

É essencial em qualquer circunstância conhecer o próprio negócio, e por mais óbvio que pareça, muitos gestores deixam isso de lado. O fluxo de caixa, por exemplo, é valioso para compreender a saúde da empresa, mas não deve ser analisado sozinho.

Tendo na ponta do lápis tudo o que o negócio faz, serve ou comercializa dá ao gestor informações importantes para definir os rumos que deve tomar. Sem isso, pode se perder no caminho.

Fique atento a prazos, entrega de documentos e outros encargos fiscais. Assim, você evita multas, juros ou problemas ainda mais sérios com a justiça.

O direito tributário pode ser complexo, mas com muito esforço é possível encontrar maneiras de reduzir tais custos do seu negócio em conformidade com a lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *